Esporte

3 motivos para priorizar a Educação Física na volta às aulas

Esta semana marca mais uma etapa da retomada das aulas presenciais no Brasil. Enquanto as escolas seguem orientações oficiais e criam modelos adequados à pandemia, não podemos deixar de lado a busca por novas formas de apoiar a saúde física, mental e socioemocional dos alunos. Os professores sabem que novas práticas de ensino e aprendizagem serão determinantes para o sucesso da Educação no nosso país em 2021, e a Educação Física, uma importante ferramenta de aprendizagem, deve fazer parte desse processo.

A seguir, elencamos algumas razões para fazer dela uma prioridade no atual cenário, independentemente das atividades serem presenciais, a distância ou da sua escola ter adotado o ensino híbrido:

#1 “Sacudir o esqueleto” é essencial depois de tanto tempo parado

A atividade física desempenha um papel fundamental na promoção da saúde mental, da aptidão física e do desenvolvimento cognitivo dos alunos. No entanto, o período de isolamento social contribuiu para o aumento do comportamento sedentário.Muitos alunos estão com mau condicionamento físico depois de tantos meses em casa. Uma dica para os professores de Educação Física: ao planejar a aula, leve em consideração os 10 meses transcorridos sem aulas presenciais. Estabeleça um retorno gradativo das atividades físicas, planejando atividades com períodos mais curtos nas primeiras semanas.

#2 Recreação e atividades ao ar livre favorecem a reintegração dos alunos

A pandemia afetou o emocional de inúmeras crianças e adolescentes. O esporte é uma ferramenta para restabelecer os laços afetivos no ambiente escolar e pode contribuir para melhorar a qualidade de vida dos alunos no momento do retorno. Vale dizer, claro, que todas as atividades precisam ser feitas com segurança e devemos privilegiar aulas ao ar livre Confira algumas dicas e orientações no material “Como planejar o retorno às aulas sem abolir a atividade física”, preparado pela nossa iniciativa Impulsiona.

#3 Oportunidade de trabalhar outras competências da BNCC

Para além da prática, propor atividades pedagógicas de Educação Física ajuda a desenvolver nos estudantes competências importantes para encarar cenários desafiadores como o que estamos vivendo. Quer um exemplo? O professor de Educação Física se inspirou em um jogo digital popular entre os alunos para incentivar a colaboração e o trabalho em equipe: ele adaptou o game Among Us para as aulas, misturando raciocínio lógico com exercícios para o corpo.

Além de ampliar conhecimento, atividades como esta podem trabalhar habilidades como pensamento crítico, comunicação, argumentação, autocuidado, empatia e a própria cultura digital. Gostou da ideia? O site do Impulsiona ensina o passo a passo para replicar o jogo em sala de aula.

Quer saber mais sobre como acolher os alunos e quais atividades oferecer neste ano atípico? O Impulsiona conversou com especialistas em saúde e educação para preparar um guia focado em Educação Física, corpo e movimento. Esse documento traz assuntos importantes, como a comunicação de medidas preventivas, a higienização adequada dos espaços, medidas de proteção individuais e coletivas, sugestões de atividades com segurança e qual o papel do professor de Educação Física nesse processo. Baixe o guia gratuitamente e consulte-o ao longo do ano quando tiver dúvidas!

Posts relacionados
Esporte

O que as Olimpíadas 2020 nos dizem sobre nossa Educação?

EducaçãoPesquisas

O que é ser um bom professor?

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support